Após dois meses do incio da reforma da Estação Olimpica de Magalhães Bastos o projeto ainda é desconhecido

0
4

Segundo a SuperVia: A mesma diz que vai entregar estações olímpicas a tempo

Nesta semana, o governo estadual do Rio de Janeiro e a SuperVia divulgaram oficialmente o balanço de obras para as seis estações olímpicas. Ao todo, a concessionária está investindo R$ 250 milhões em melhorias nas estações Engenho de Dentro, Magalhães Bastos, Ricardo de Albuquerque, São Cristóvão, Vila Militar e Deodoro, que passam a ter maior capacidade, conforto, acessibilidade e melhor comodidade aos usuários.

Por diversas vezes tentei contato com um assessor da Secretaria Estadual de Transporte para que nos mostrasse o projeto da nova Estação, só que tudo ficou na promessa, até mesmo a Supervia através de sua Assessoria de Imprensa também não forneceu ao site o projeto da nova Estação:

Esta é a cópia do email ao qual solicitei a Secretaria Estadual de Transporte o Projeto da Estação de Magalhães Bastos e estou até hoje aguardando - Preservei o nome da
Esta é a cópia do email ao qual solicitei a Secretaria Estadual de Transporte o Projeto da Estação de Magalhães Bastos e estou até hoje aguardando – Preservei o nome da “pessoa” para evitar a exposição desnecessária já que ele não pode fazer nada

Duas estações terão integração multimodal: a de São Cristóvão, por exemplo, permitirá a integração dos trens de subúrbio com o metrô carioca, enquanto em Magalhães Bastos será possível integrar com o futuro BRT Transolímpico. Todas as estações serão entregues até abril de 2016.

Em nota a Supervia informa que o projeto é “sigiloso” e que irá divulgar em seu site e nas mídias sociais o projeto, mas nada até agora a não ser as estações de São Cristóvão e Deodoro ter seus projetos divulgados

A Supervia tem
A Supervia tem “sigiloso” o projeto da Estação Olímpica de Magalhães Bastos e não divulgou ou envio detalhes do mesmo, restando ao morador do bairro acompanhar as obras para ver como vai ficar

“Muito importante que o carioca saiba que nos Jogos ninguém vai chegar de automóvel ou de transporte particular aos estádios. Todo mundo vai usar o transporte público. Isso é muito importante porque o legado da melhoria do sistema de transportes depois dos Jogos será um grande benefício para cariocas e fluminenses”, disse o secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osorio.

Reforma da Estação Olímpica de Magalhães Bastos começou, mas o projeto de como ficará a nova estação ninguém sabe
Reforma da Estação Olímpica de Magalhães Bastos começou, mas o projeto de como ficará a nova estação ninguém sabe

Magalhães Bastos

– Valor estimado: 7,5 milhões
– Status: Obras iniciadas em 08/2015 com abertura do muro e instalação de base para novas coberturas.
– Capacidade depois das reformas: 20 mil passageiros
– Previsão de entrega: 04/2016

Que vê a Estação assim nem imaginava que ela seria reformada, mas graças as olimpíadas
Que vê a Estação assim nem imaginava que ela seria reformada, mas graças as olimpíadas

São Cristóvão

– Valor estimado: 141 milhões
– Status: Obras em andamento com as principais atividades:
– Estrutura metálica do mezanino –montagem em andamento
– Obra civil – instalações – em andamento
– Obra civil, passarelas e rampas – contratado / fundações em execução
· Pilares em concreto passarela de ligação com Metrô – concretados
– Capacidade depois das reformas: 70 mil passageiros
– Previsão de entrega: 04/2016

Deodoro

– Valor estimado: 40 milhões
– Status: Obras em andamento com as principais atividades:
– Remanejamento das lojas- concluído, entregue para lojistas
– Fundações da cobertura e poço escada rolante – em execução
– Obra civil – em andamento
– Montagem da estrutura metálica – em andamento
– Construção da nova entrada e novas bilheterias concluídas
– Capacidade depois das reformas: 50 mil passageiros
– Previsão de entrega: 03/2016

Engenho de Dentro

– Valor estimado: 45 milhões
– Status: Obras em andamento com as principais atividades:
– Demolição das plataformas e muro – finalizado
– Fundações do mezanino– em andamento
– Estrutura metálica do mezanino– em fabricação
– Rampa de acesso Arquias Cordeiro– em andamento
– Capacidade depois das reformas: 80 mil passageiros
– Previsão de entrega: 04/2016

Vila Militar

– Valor estimado: 8 milhões
– Status: Obras iniciadas em 07/2015 com a atividade de remanejamento de interferências ferroviárias.
– Capacidade depois das reformas: 20 mil passageiros
– Previsão de entrega: 04/2016

Ricardo de Albuquerque

– Valor estimado: 7,5 milhões
– Status: Obras iniciadas em 07/2015 com a construção da nova bilheteria e sanitário público.
– Capacidade depois das reformas: 20 mil passageiros
– Previsão de entrega: 01/2016

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here