A maior parte de moradores das Zonas Norte e Oeste do Rio estão enfrentando problemas para conseguir receber suas encomendas pelos Correios. A Estatal não entrega o produto direto na casa dos clientes, assim como deve ser o serviço prestado, afirmam serem “áreas de risco”. Com isso, quem tem encomenda a receber se vê obrigado a ir a um deposito na Avenida Brasil, em Campo Grande, para buscá-los. A recepcionista Thaís Borges, de 28 anos, discorda do argumento da estatal.

— Moro em Magalhães Bastos, numa região onde a gente não ouve falar em assaltos. É próximo à comunidade do Fumacê, pacificada — afirma Thaís, que comprou um tablet para a filha, pela internet. Um carteiro, que atua no depósito e não quis se identificar, contou que a medida é para a segurança dos trabalhadores:

No Site Reclame Aqui, o Correios tem milhares de reclamações que muita das vezes não são resolvidas de forma satisfatória

Em Realengo, moradores enfrentam fila em busca de correspondencia  e mercadorias

No site dos Correios eles informam o que fazer no caso de a encomenda não chegar no prazo, só que não cumprem

O que fazer se sua encomenda não chegou

Antes de registrar uma reclamação no Fale com os Correios, consulte o status do objeto na página de Rastreamento de objetos dos Correios, lembrando que só os objetos registrados podem ser rastreados.

Todos os serviços de encomendas no Brasil são registrados. No caso de cartas, pode-se optar por postá-las simples ou registradas.

As encomendas têm rastreamento que permite a visualização mais detalhada do trajeto percorrido, da origem até o destino. Por sua vez, as cartas registradas possuem apenas rastro na origem e no destino.

As reclamações por atraso na entrega só podem ser feitas se os prazos de entrega do objeto estiverem expirados. Para consultar os prazos de entrega, acesse o Calculador de Preços e Prazos, informando a data de postagem do seu objeto.

O limite de prazo para reclamação de objetos registrados nacionais é de 90 dias, a contar da data prevista de entrega.

Indenização

Os Correios indenizam os clientes por eventuais serviços não prestados, atraso na entrega, devolução/entrega indevidas ou, ainda, por inconformidades que comprometam a integridade do conteúdo do objeto, como avaria, espoliação, extravio, roubo etc.

Tipos de indenizações

Por atraso

Em caso de atraso na entrega, por falha dos Correios, serão restituídos os preços pagos pelos serviço de entrega, excetuando-se os serviços adicionais, conforme os seguintes percentuais:

50% – SEDEX 10 e SEDEX Hoje

30% – SEDEX, SEDEX a cobrar, PAC e Reembolso Postal

20% – e-SEDEX

Por extravio, roubo, entrega indevida

Serão restituídos os valores pagos pelo serviço de entrega, acrescidos da indenização automática prevista nas tabelas de preços e prazos, bem como os valores dos serviços adicionais: valor declarado, aviso de recebimento, mão própria etc, se contratados.

Por espoliação, avaria total ou parcial

Os objetos postais que sofrerem espoliação, avaria total ou parcial serão indenizados, conforme resultados das apurações realizadas pelos Correios.

Por devolução indevida

Serão restituídos os preços postais pagos, bem como os valores dos serviços adicionais contratados, exceto o valor declarado.

Por serviços não prestados

 Serão restituídos os valores postais pagos, acrescidos dos serviços adicionais, se contratados.