Hoje em dia são tantos tipos de impressoras que existem no mercado, que fica complicado entender o que cada uma faz.

Apesar de muitas impressoras compartilharem recursos parecidos, são pequenas diferenças de tecnologia que fazem toda a diferença no seu bolso.

Por este motivo é importante conhecer qual é o tipo de impressora ideal para seu negócio, e assim economizar na hora do investimento, e também a longo prazo.

Neste artigo vamos ver quais o tipos de impressoras mais usadas atualmente, suas funções, características e as principais diferenças entre cada tipo.

Índice do artigo [Mostrar]

Tipo de impressora #1: Laser

tipos de impressoras laser

Características: As impressoras laser são recomendadas para locais onde o volume de impressão é alto, por isso são mais comuns em empresas, escritórios, instituições de ensino e até hospitais.

Quanto maior for o volume de impressão, mais baixo será o custo de impressão.

Esse tipo de equipamento possui alta qualidade e velocidade de impressão.

Suprimento: As impressoras laser utilizam toner. Trata-se de uma tinta em pó, extremamente fina. Quando o toner é aquecido, gruda no papel, fixando a impressão na folha.

Tecnologia: A impressora usa a tecnologia a laser para gravar a impressão internamente, em seguida o toner é “borrifado” em cima de cargas eletrostáticas e grudam instantaneamente, formando a impressão final.

 

Tipo de impressora #2: LED

tipos de impressoras led

Características: São muito semelhantes às impressoras laser, e vem ganhando muito espaço em diversos segmentos, principalmente em mercados que necessitam de impressão colorida.

Assim como em algumas impressoras laser, os cilindros são alinhados horizontalmente, permitindo que o equipamento consiga trabalhar com papéis de diversas gramaturas, tipos e tamanhos.

Por estes motivos, são utilizadas desde gráficas até exames médicos como, por exemplo, raio-x, ultrassom, ressonância magnética e tomografia.

Suprimento: Assim como as impressoras laser, utilizam toners que são aquecidos e grudam no papel.

Tecnologia: O LED é a parte da impressora que vai “gravar” a imagem nos cilindros para que a impressão seja iniciada. Este LED é composto de micro LEDs que ocupam pouco espaço, isso faz com que o tamanho das impressoras sejam menores.

Por fim, a fusão aquece o papel para fundir à tinta.

 

Tipo de impressora #3: Jato de tinta

impressora jato de tinta

Características: As impressoras jato de tinta são ideais para baixo volume de impressão, por isso são mais comuns em residências ou microempresas.

Possuem boa qualidade e velocidade de impressão, porém, ainda são inferiores às impressoras laser.

Por outro lado, o valor do equipamento costuma ser menor, por esse motivo são amplamente utilizadas no uso doméstico.

Suprimento: Utiliza os famosos cartuchos de tinta. Os cartuchos são pequenos, em relação a outras tecnologias, por isso possuem uma capacidade de impressão reduzida.

Tecnologia: Os cartuchos de tinta jogam gotas minúsculas de tinta sobre o papel, formando as imagens. Este processo faz com que o tempo de secagem da tinta seja mais longo e a impressão seja mais suscetível ao desbotamento.

 

Tipo de impressora #4: Multifuncionais

tipos de impressoras multifuncional

Características: São adequadas para, praticamente, qualquer ambiente, desde empresas e escritórios até hospitais e universidades. Indiferentemente do tipo da impressora, as multifuncionais são equipamentos amplamente difundidos por possuírem recursos extras.

Elas são capazes de realizar cópias, escanear para armazenamento digital e até enviar fax. Por essas atividades serem comuns em empresas de pequeno a grande porte, as multifuncionais se tornaram populares rapidamente.

Suprimento e tecnologia: Podemos dizer que as multifuncionais são equipamentos de impressão com funções adicionais, por este motivo a tecnologia de impressão depende do equipamento, podendo ser laser ou jato de tinta. Cada qual com seus respectivos suprimentos.

 

Tipo de impressora #5: Plotter

tipos de impressoras plotterCaracterísticas: As plotters são utilizadas para impressões maiores, onde a qualidade da impressão deve ser excelente.

São comuns em empresas de engenharia, arquitetura e estúdios fotográficos.

Hoje em dia a tecnologia das plotters permite imprimir imagens em grande formato com qualidade fotográfica, por este motivo são usadas também na impressão de obras de arte

Suprimento: As plotters utilizam cartuchos de tinta, porém, como a alta qualidade e fidelidade das cores é essencial, os melhores equipamentos não ficam restritos às 4 cores do CMYK, e podem variar entre 6, 8 ou 12 cores.

Tecnologia: Também se utilizam da tecnologia jato de tinta, porém, não do mesmo jeito que as impressoras comuns. No caso das plotters a tecnologia é muito superior, devido as diversas cores de cartuchos e também a tecnologia avançada das cabeças de impressão.

 

Tipo de impressora #6: Sublimática

tipos de impressoras sublimação

Características: É uma impressora de que usa calor para transferir corante em materiais como plástico, cartão, papel ou tecido.

São projetadas para serem utilizadas em aplicações que envolvem artes gráficas, como impressões fotográficas, cartões de identificação, roupas e muito mais.

O custos de manutenção e dos equipamentos costumam ser mais altos do que impressoras jato de tinta.

Suprimento: Utilizam cartuchos de tinta que são como fitas, no esquema de cores CMYK. Através de calor as fitas transferem, em forma de gás, as cores para o papel. Cada uma das cores é impressa de cada vez, isso aumenta o tempo da impressão.

Tecnologia: Os corantes de sublimação são transferidos, em forma de gás, para folhas de papel de “transferência” através das fitas de cor.

É possível também, após a impressão, transferir o desenho impresso para diversos tipos de mídia, tais como papéis com cobertura de plástico, alumínios, aço inox ou tecidos. Isto é feito com a ajuda de uma prensa de calor.

 

Tipo de impressora #7: De impacto

tipos de impressoras de impacto matricial

Características: É uma das tecnologias mais antigas de impressão. São lentas e limitadas, por isso são descartadas para o uso doméstico.

Por outro lado, grandes indústrias ainda conseguem tirar proveito deste tipo de impressora, mesmo na era digital em que vivemos.

Isso ocorre porque algumas funções como, por exemplo, a capacidade de imprimir vários papéis de uma vez só com papel carbono, pode ser útil para estabelecimentos comerciais.

Suprimento: Esses equipamentos utilizam rolos de fitas banhados com tinta. Quando a impressão é feita um pino “prensa” o rolo de fita contra o papel, realizando a gravação, semelhante as máquinas de escrever manuais antigas.

Tecnologia: Roda de margarida, matricial e impressoras de linha são as tecnologias de impressão desses equipamentos. Apesar de pequenas diferenças e limitações, ambas funcionam de formas semelhantes, prensando a fita de tinta contra o papel.

 

Tipo de impressora #8: Bulk ink

tipos de impressora bulk ink

Características: Na verdade o bulk ink não é um tipo de impressora, e sim um sistema de reservatórios de tintas para impressoras jato de tinta instalado por terceiros para que a impressora não seja alimentada pelos cartuchos de tinta padrão, e sim por estes tanques.

O uso desta técnica ficou popular pelo fato de que pode baixar consideravelmente o custo de impressão.

Porém, este sistema não é autorizado pelos fabricantes, pois causam mal funcionamento das impressoras. Por este motivo os fabricantes cancelam a garantia de impressoras com este sistema.

Suprimento: Os tanques podem ser reabastecidos a qualquer momento através de pequenas garrafas de tinta. Cada garrafa corresponde a uma cor.

Tecnologia: As impressoras levam a tecnologia dos fabricantes, a única mudança são os reservatórios, que são fabricados por terceiros. Por serem dispositivos “piratas”, podem danificar as impressoras.

Para combater o bulk ink, alguns fabricantes criaram suas próprias impressoras com bulk ink de fábrica, autorizadas e recomendadas.

 

Tipo de impressora #9: Tanque de tinta

tipos de impressoras ecotank

Características: São as famosas impressoras jato de tinta com bulk ink de fábrica. Uma resposta dos fabricantes aos tanques irregulares que eram instalados sem autorização, por terceiros.

Do mesmo jeito que as impressoras jato de tinta convencionais, possuem boa qualidade e velocidade de impressão, mas ainda continuam indicadas para uso doméstico ou pequenas empresas onde o volume de impressão é baixo.

Suprimento: As tintas liquidas vêm em pequenos frascos, cada frasco possui uma cor do CMYK.

Tecnologia: Os cartuchos de tinta jogam gotas minúsculas de tinta sobre o papel, formando as imagens. O tempo de secagem da tinta seja mais longo e a impressão desbota com mais facilidade.

 

Tipo de impressora #10: Térmica

tipos de impressora térmica

Características: As impressoras térmicas são usadas para imprimir cupons fiscais e extratos bancários. São aquelas impressões em folhas amareladas que desbotam facilmente com o tempo.

Há equipamentos que pode imprimir duas cores, preto e uma cor adicional (muitas vezes vermelho) aplicando calor a duas temperaturas diferentes.

O papel deste tipo de impressora precisa é conhecido vulgarmente como papel térmico.

Suprimento: O que imprime os caracteres no papel é a cabeça térmica, esse dispositivo não é tratado como um suprimento tradicional (que possui uma determinada carga e precisa ser trocado).

Tecnologia: A impressão ocorre com o aquecimento da cabeça térmica, que é pressionada contra o papel térmico. O papel escurece nas áreas queimadas, gerando a impressão.

 

Tipo de impressora #11: Solvente

tipos de impressora solvente

Características: São equipamentos fabricados para permitir o uso de tintas a base de solvente. É indicado para comunicação visual e artes gráficas, e comumente usado em bureaux, empresas gráficas e grandes varejistas.

Como utiliza tinta a base de solvente, é ideal para fazer impressões de banners, faixas, adesivos em vinil, adesivos automotivos, outdoors ou ampliações.

Em algumas casos a utilização de tecnologia solvente traz problemas ambientais, e por isso exigi-se uma licença ambiental para o funcionamento, devido a toxidade da tinta.

Suprimento: Utiliza-se cartuchos de tintas a base de solvente. As tintas solventes possuem a vantagem de serem a prova de desbotamento, água e resistentes a riscos.

Este tipo de tinta é mais caro que as tintas a base de água.

Tecnologia: A tecnologia de impressão é semelhante as impressoras que trabalham com tintas a base de água, a diferença é que os pigmentos utilizados para produzir as cores nas tintas solventes são aderidos aos materiais da impressão por meio de uma resina que fixa a cor e a protege de danos.

 

Tipo de impressora #12: 3D

tipos de impressoras 3d

Características: Impressoras 3D são capazes de criar desde objetos mais simples até os mais complexos.

Por este motivo, esse tipo de impressora é usado nos mais diversos campos, como medicina, engenharia, automobilismo e até em forças armadas.

Hoje em dia pode-se fazer fazer praticamente qualquer coisa, desde simples ferramentas, como um martelo, até construções complexas como veículos automotivos.

O mercado brasileiro aderiu fortemente à novidade, e já existem fabricantes brasileiras dessas impressoras.

Suprimento: Os materiais utilizados mais comuns são os plásticos, porém, há impressoras que possuem fusão a laser, nessas usam-se até metais como insumo.

Normalmente os plásticos são bastante rígidos e leves, apresentando um bom equilíbrio entre resistência e flexibilidade.

Tecnologia: Os objetos são impressos com camadas sobrepostas até serem moldados em sua forma final. Todo objeto impresso deve ter sido criado com um modelador 3D em um computador.

 

Tipo de impressora #13: Cera

tipos impressoras a ceraCaracterísticas: São impressoras com o funcionamento semelhante às jato de tinta, porém, o processo utiliza blocos de cera sólidos ao invés dos cartuchos de tinta líquida.

Possuem as mesmas aplicações de uma impressora jato de tinta e são igualmente recomendadas para uso doméstico, porém, os valores do equipamentos ainda são caros em comparação com as impressoras jato de tinta.

Algumas das vantagens são: diminuição de resíduos, facilidade na hora da troca de insumos e redução no custo de impressão.

Enquanto as desvantagens: a impressão tem menor durabilidade, em alguns casos a cera literalmente derrete em ambientes quentes, danificando a impressão.

Suprimento: São blocos de cera sólidos, no esquema de cores CMYK. A cera é composta por um polímero baseado em resina atóxico, semelhante a um giz de cera.

Tecnologia: No momento da impressão a cera é aquecida até derreter, então é despejada no papel, onde penetra na fibra e esfria novamente até solidificar-se.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here