sábado , 21 outubro 2017
Home / Destaque / Desfile Cívico de Sulacap será no dia 1º de setembro na Praça Mário Saraiva O tema será "o legado do brasileiro Santos Dumont para o mundo"

Desfile Cívico de Sulacap será no dia 1º de setembro na Praça Mário Saraiva O tema será "o legado do brasileiro Santos Dumont para o mundo"

Reunião para acertos do desfile cívico na Sulacap | Imagem reprodução Sulacap News

Na última terça-feira (01/08), aconteceu a última reunião no Galpão Comunitário Jardim Sulacap, sobre o Desfile Cívico Militar Estudantil que acontecerá no dia 1º de setembro na Praça Mário Saraiva, a partir das 8h. A coordenação do evento será feita pelo Exército, que hoje repassou aos participantes como funcionará o desfile através do representante Coronel Barreto, da Comunicação Social do Exército.

O tema será “o legado do brasileiro Santos Dumont para o mundo”. O pelotão da bandeira será o Centro Educacional Miranda e o hasteamento ficará a cargo do Colégio Spezani Fonseca.

Participarão do desfiles as seguintes unidades militares, na ordem de participação: 9ª Brigada do Exército, Corpo de Bombeiros e Centro de Desportos da Aeronáutica (CDA). Após desfilará o Grupo Renovação da 3ª Idade. As unidades escolares que entrarão em seguida, serão: Centro Educacional Miranda, Escola Municipal PM Flávio Martins de Albuquerque, Colégio Spezani Fonseca, Ciep Aracy de Almeida, Colégio Mallet, Colégio Gissoni, Colégio Marques Rodrigues e Escola Municipal Visconde de Porto Seguro. Na parte final do desfile, entram as seguintes entidades civis e esportivas: Academia Carioca, Casa de Assunção, Núcleo Esportivo Sulacap, Posto Masao Goto, 14º Conselho Comunitário de Segurança, Biblioteca Municipal Lucia Benedetti e Associação de Moradores (AMISUL). Ainda sem posição definida, desfilará o Lar de Daniel Cristóvão (LDC).

O LDC somente entrou na ordem do desfile na reunião de hoje, porque não recebeu nenhum convite para os encontros anteriores. A alegação da AMISUL foi que o LDC não explicou, nem respondeu, qual a situação administrativa atual da instituição.

– Perguntamos e esperamos o Lar de posicionar a respeito do nosso questionamento, pois temos informações que o Lar é um Centro Espírita. – disse a presidente da Amisul, Heloisa Massad, reforçando que não haveria condições do LDC participar do desfile. Essa posição mudou ao fim da reunião.

A coordenadora e pedagoga do LDC, Priscila Pastura esteve presente e desmentiu a informação, ressaltando que um representante da associação já tinha estado no Lar semanas antes, verificado toda documentação e constatado que nada havia de errado com a instituição.

– Um homem esteve no Lar se identificando como conselheiro da Amisul, junto com outras pessoas e viu todos nossos documentos. Teve acesso a toda nossa estrutura. Somos uma instituição que atende mais de 100 famílias gratuitamente, não fomos convidadas e hoje viemos aqui apresentar nosso histórico, porque queremos que nossas crianças e familiares possam participar de um importante evento cívico. – afirmou Priscila, ressaltando que a gestão atual está a frente do LDC há 14 anos e que já participou de outros desfiles, sem nenhuma contestação ou problema.

Diante do debate que gerou com a participação ou não do Lar no desfile, a 8ª Coordenaria Regional de Educação (CRE) refutou afirmação colocada na reunião, que o LDC precisaria de uma autorização da CRE para funcionamento e a professora de educação física e coordenadora de eventos do Colégio Gissoni, Daniela Marcontes, pediu a palavra e reforçou que o momento é de união.

– Deve-se deixar as diferenças de lado e aproveitar a oportunidade de tantas pessoas estarem juntas para assistir o desfile das nossas forças armadas, alunos das escolas públicas e particulares, projetos sociais e outros segmentos. – disse Daniela.

Apesar da discussão acalorada, os ânimos serenaram, o Lar de Daniel Cristóvão foi adicionado ao Desfile Cívico e irá participar normalmente.

Matéria do Site Sulacap News | http://www.sulacapnews.com.br

Print Friendly, PDF & Email

Comments

comments

Veja Também

Foto Divulgação

Comerciante é rendido e executado com sete tiros em Realengo O comerciante José Heron de Moraes, de 47 anos, foi encontrado morto em Realengo

O comerciante José Heron de Moraes, de 47 anos, foi encontrado morto em Realengo, Zona ...

Criado com Area de Membros WP
Translate »
Entre em Contato