sábado , 21 outubro 2017
Home / Destaque / Jogadores do Vasco mostram outra disposição após saída de Milton e Nenê dedica vitória a interino Anderson Martins arranca em direção ao ataque no clássico

Jogadores do Vasco mostram outra disposição após saída de Milton e Nenê dedica vitória a interino Anderson Martins arranca em direção ao ataque no clássico

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
No dia em que comemora 19 anos da conquista do título da Taça Libertadores, o Vasco da Gama mostrou quem é que manda no Maracanã. Com um golaço de Ramon, o Gigante da Colina bateu o Fluminense por 1 a 0 e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro após cinco rodadas. O resultado fez o Cruzmaltino chegar aos 28 pontos e se aproximar da zona de classificação para a próxima edição da competição continental.

O JOGO

Sem fortes emoções! É dessa forma que pode ser resumido o início do clássico entre Vasco e Fluminense no Maracanã. As duas equipes trocaram passes e buscaram o ataque, mas a primeira grande chance só foi criada aos 20 minutos, pelo Gigante da Colina. Na ocasião, Nenê arriscou da intermediária, Júlio César espalmou e a bola sobrou para Andrés Ríos, que tocou para trás, onde estava Wagner. O camisa 8 pegou de prima, mas foi travado pela retaguarda tricolor. O lance seguiu e terminou com um arremate de Madson por cima da meta.

image
Momento exato no chutaço de Ramon que resultou no gol da vitória

A investida acordou o Almirante, que passou a se fazer mais presente no campo de ataque. Aos 31 minutos, o Vasco deu uma aula de contra-ataque e conseguiu abrir o placar. Tudo começou quando Mateus Vital roubou uma bola no meio-campo, avançou pela esquerda e deu um lindo lançamento para Andrés Ríos. Sem pensar duas vezes, o argentino rolou com categoria e Ramon, na entrada da grande área, soltou uma bomba na gaveta: VASCO 1 X 0.  Antes da etapa inicial acabar, Nenê bateu falta e obrigou o goleiro tricolor a fazer uma grande defesa.

Empatar a partida era o grande objetivo do Fluminense no começo do segundo tempo. Quem assustou primeiro, porém, foi o Vasco da Gama. Aos cinco minutos, Nenê puxou contra-ataque e deu um passe açucarado para Madson. O lateral-direito levantou a cabeça e devolveu para o camisa 11, que finalizou com perigo. Logo na sequência, aos nove, Nenê apareceu novamente, dessa vez chutando à direita de Júlio César. Pouco criativo, o Fluminense só chegou aos 15, quando Lucas cruzou e Gustavo Scarpa desviou para fácil intervenção de Martín Silva.

image
Nenê levou perigo no começo do segundo tempo- Fotos: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O Gigante da Colina não se abalou com a chegada do clube das Laranjeiras. Aos 21, Nenê tabelou com Mateus Vital, serviu Andrés Ríos e viu o argentino chutar perto do gol. O Cruzmaltino finalizou novamente aos 24 e dessa vez com Mateus Vital parou em Júlio César. Atrás no marcador, o Fluminense foi com tudo para o ataque em busca do empate, mas não conseguiu furar o sistema defensivo vascaíno. O Vasco, por sua vez, teve a chance de ampliar aos 42, mas Paulinho finalizou em cima do camisa 1 rival.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 0 X 1 VASCO DA GAMA
Campeonato Brasileiro- 22ª Rodada
Data/Horário: 26/08/2017, às 16h00
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG/FIFA)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG/FIFA) e Sidmar dos Santos Meurer (MG/CBF)
Cartões amarelos: Lucas e Marlon Freitas (Fluminense); Gilberto, Jean, Madson e Wellington (Vasco)
Gol: Ramon, 31/1T (Vasco)
FLUMINENSE: Júlio César, Lucas (Matheus Alessandro), Henrique, Renato Chaves e Léo Pelé; Orejuela, Marlon Freitas (Peu), Wendel (Romarinho) e Gustavo Scarpa; Wellington Silva e Henrique Dourado. Treinador: Abel Braga.
VASCO DA GAMA: Martín Silva, Gilberto (Madson), Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean, Wellington, Wagner (Guilherme), Nenê (Paulinho) e Mateus Vital; Andrés Ríos. Treinador: Valdir Bigode
Matéria do site http://www.vasco.com.br
Print Friendly, PDF & Email

Comments

comments

Veja Também

Foto Divulgação

Comerciante é rendido e executado com sete tiros em Realengo O comerciante José Heron de Moraes, de 47 anos, foi encontrado morto em Realengo

O comerciante José Heron de Moraes, de 47 anos, foi encontrado morto em Realengo, Zona ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Criado com Area de Membros WP
Translate »
Entre em Contato