Home / Destaque / Polícia Fecha Fábrica Clandestina na Baixada Fluminense A um mês da Copa do Mundo, estabelecimento produzia mil camisas por dia

Polícia Fecha Fábrica Clandestina na Baixada Fluminense A um mês da Copa do Mundo, estabelecimento produzia mil camisas por dia

Estabelecimento ficava na Baixada Fluminense (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

 Polícia Fecha Fábrica Clandestina

Camisas eram vendidas por R$ 50 (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Camisas eram vendidas por R$ 50 (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM) fechou nesta segunda-feira (14) uma fábrica que produzia camisas piratas da seleção brasileira. De acordo com informações da polícia, oito pessoas foram detidas na fábrica.

O local produzia cerca de mil camisas por dia, que eram vendidas por R$ 50. Cerca de cinco toneladas do material usado na produção e o maquinário apreendido foram avaliados em R$ 3 milhões segundo a polícia.

As investigações para encontrar o local do crime começaram há cerca de um mês, depois que a delegacia especializada começou a receber denúncias anônimas.

“Há mais ou menos um mês, estávamos recebendo denúncias anônimas de que, naquela área, haveria uma fábrica de falsificação de camisas da seleção brasileira. Começamos a buscar pelo local desde então e, felizmente, após investigação, conseguimos localizar”, disse o delegado titular da DRCPIM, Maurício Demétrio.

“Os 8 suspeitos vão prestar depoimento ainda hoje, então devemos conseguir mais informações de como funcionava a quadrilha”, completou o delegado.

A operação foi realizada a um mês do início da Copa do Mundo de 2018. O estabelecimento interditado ficava na Rua Camila César em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Local foi interditado a um mês do Mundial (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Local foi interditado a um mês do Mundial (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Estabelecimento ficava na Baixada Fluminense (Foto: Polícia Civil/ Divulgação)

Estabelecimento ficava na Baixada Fluminense (Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Matéria do Portal G1

Print Friendly, PDF & Email

Veja Também

Imagem divulgação

Ônibus voltarão a ter uma cor por empresa e Crivella ainda promete wi-fi e carregador As empresas se comprometerão a trocar toda a frota por veículos deste tipo até 2020

Como já prometido antes, que todos os ônibus teriam ar condicionado, será essa mais uma ...