Polícia suspeita de ação de milicianos em ataque a carro na Avenida Brasil

0
4

Veículo foi fuzilado na altura de Bangu, na Zona Oeste.
Dois passageiros morreram; um deles era cabo da PM.

Do G1 Rio

A Polícia suspeita que milicianos estejam por trás de um ataque a tiros a um carro que deixou duas pessoas mortas na tarde deste sábado (20) na Avenida Brasil, altura de Bangu, Zona Oeste do Rio.

A emboscada aconteceu perto do motel Palazzo, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, no início da tarde deste sábado (20). O carro foi cercado por três veículos, entre eles um táxi, antes de ser fuzilado. Depois que o táxi bateu no veículo atacado, quatro homens armados desembarcaram e atiraram contra o carro das vítimas.

Ao chegarem ao local, os policiais militares do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) identificaram um ferido como cabo da Polícia Militar, João Luis Maciel. Ele foi encaminhado ao Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu. O motorista foi identificado como Paulo César dos Santos. Ele morreu na hora.

Como mostrou o RJTV, uma das linhas de investigação diz que o ataque pode ser uma retaliação ao fato da família de Paulo César, dona de um depósito de gás na Zona Oeste do Rio, estar se recusando a pagar taxas para milicianos. João Luis estaria investigando o caso e passando informações para outros agentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here