Home / Destaque / Preso suspeito de atirar na cabeça de frentista em Campo Grande Arma tinha sido ocultada por um policial militar

Preso suspeito de atirar na cabeça de frentista em Campo Grande Arma tinha sido ocultada por um policial militar

Imagem reprodução redes sociais

Este supervisor, ao ingressar na rua Arlindo Janot, por volta de 01:30h do dia 24/07/2018, sendo um dos acessos a Linha Amarela, se deparou mais a frente com duas viaturas da PMERJ abordando um veículo Peugeot 207 placa KNW-7608. Que, no momento, havia três elementos algemados e sentados na calçada. Que perguntou o que estava havendo, sendo informado que eles “tinham perdido”, que estavam presos.
Que este supervisor perguntou o que havia sido encontrado com os mesmos, sendo respondido pelo Sd RG 102.382 SENA, do BPVE, que havia sido encontrada uma lanterna com um laser point acoplado.

Que foi informado que aquilo não configuraria flagrante de crime. Que, então, o mesmo aduziu que os três ocupantes vinham da Vila Kenedy e estavam se dirigindo para Manguinhos e que, como era uma situação suspeita, iriam levar a todos para sarque.

Neste momento, o motorista deste supervisor de alto escalão reconheceu um dos elementos abordados como sendo possivelmente um dos elementos envolvidos na tentativa de homicídio contra um frentista de posto de gasolina de Campo Grande, fato de grande repercussão.

Assim sendo, determinou que os suspeitos fossem levados pra dentro das viaturas enquanto este supervisor tentaria levantar a foto do suspeito do crime para comparar com o elemento abordado. Que após contato com a P2 do 40º Batalhão, foi enviada a foto e o elemento abordado foi efetivamente reconhecido.

Ocorre que, enquanto os policiais estavam nas viaturas, a relativa distância, e enquanto se aguardava o envio da fotografia pela P2 do 40ºBPM, este supervisor aproveitou para fazer uma busca no veículo abordado, sendo verificada uma caixa de papelão que estava lacrada com fita e arrombada em um dos cantos. Que revistou a caixa e percebeu que estava cheia de copos de guara Camp (ou similar). Que não havia qualquer tipo de arma no veículo, muitos menos dentro da caixa.

Que algum tempo após, este supervisor se dirigiu até a viatura onde estavam dois dos presos e já de posse da foto enviada pela P2 do 40º BPM, sendo o elemento realmente reconhecido, informou que seriam conduzidos a delegacia.

Neste momento, o SD RG 100.527 AIAS FELIPE RICARDO, do 22º BPM, se retirou da presença do supervisor, voltando logo após, comunicando ter feito nova busca no veículo e achado uma pistola calibre 380 dentro da caixa de papelão que estava no banco de trás.
Que este supervisor percebeu de pronto que o policial não estava falando a verdade, pois já havia feito a busca no mesmo lugar que, agora, afirmava ter encontrado a arma.

Que este supervisor determinou que os dois presos principais fossem conduzidos a delegacia em sua viatura, momento que pode ficar sem a presença dos policiais militares e perguntou aos presos em que momento a arma havia sido encontrada, sendo respondido pelo preso de nome Lucas Fernandes Batista que a arma foi encontrada no mesmo momento em que foram abordados. Confirmou ainda a este supervisor que quando de sua chegada, momento em que todos já estavam algemados no chão, a arma já havia sido encontrada, confirmando o fato de que o policial SD AIAS já estava de posse do instrumento desde sua chegada.

Chegando a central de flagrantes, o SD AIAS confirmou a história relatada inicialmente ao supervisor ao delegado de plantão, momento em que recebeu voz de prisão em flagrante deste supervisor.
Que foi acionada a 1ª DPJM, para onde a ocorrência de prisão do militar será encaminhada assim que terminar o flagrante dos nacionais abordados no veículo na central de flagrantes da PCERJ.

Só foi dada voz de prisão em flagrante ao SD AIAS, pois não restou configurado o nexo psicológico da ocultação da arma encontrada com o restante da equipe que abordou o nacional.

Print Friendly, PDF & Email

Veja Também

Artista Plástico Inaugura Estúdio de Arte em Barra de Guaratiba Pranchas de surf recicladas viram obra de arte

A artista plastico Haroldo Lousada, está abrindo em Barra de Guaratiba o “Stúdio Rio Arte”. ...