Sarau Afroindígena – Um dedinho de prosa e um gole de poesia realizado na Praça da Capelinha

0
4

O Sarau Afroindígena – Um dedinho de prosa e um gole de poesia completará um ano de existência em setembro próximo. Ele foi inicialmente idealizado por Valéria Assis, professora da Rede Municipal do Rio de Janeiro. O coletivo que atualmente organiza os saraus também é composto pelas professoras da Rede Estadual Anastacia Monteiro, Ionara Oliveira, Zilene Oliveira e Alice Medeiros, que trabalham no CIEP 382 Aspirante Francisco Mega, em Magalhães Bastos.

zDSC07766

O propósito do Sarau Afroindígena – Um dedinho de prosa e um gole de poesia é fomentar o cumprimento das leis que determinam o ensino das culturas e das histórias afro-brasileira e indígena nas escolas, trazendo entusiastas, Amantes das Letras, artistas e poetas de rua e educadores para, não apenas apresentarem suas produções mas, também, para debater formas de fazer cumprir a legislação atual.

zDSC07750

Os encontros, grátis e abertos ao público em geral, vêm acontecendo atualmente na Praça João Cribbin (Praça da Capelinha), no prédio da Associação de Moradores da Capelinha que nos foi gentilmente cedido para o evento, pelos responsáveis, sempre no quarto sábado do mês.

zDSC07857

Texto e fotos: Por Anastácia Monteiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here