Traficante sucessor de Matemático: Peixe e preso pelo P2 do 14º Batalhão em condomínio de luxo na Barra da Tijuca

0
7

Informação atualizada: Complexo de Camará já tem outro dono, dizem que agora é o traficante de vulgo feijão

O suspeito de liderar o tráfico de drogas na comunidade Vila Aliança, em Bangu, Zona Oeste, Rafael Alves, também conhecido como “Peixe”, foi preso. A Polícia Militar informou que a prisão foi realizada na tarde desta terça-feira (15) em um condomínio de luxo da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, com ajuda de informações repassadas por WhatsApp. Policiais do Serviço Reservado do 14º Batalhão com apoio do BOPE participaram da operação.

O traficante "peixe" e um comparsa no momento da prisão pela P2 do 14º Batalhão de Polícia Militar
O traficante “peixe” e um comparsa no momento da prisão pela P2 do 14º Batalhão de Polícia Militar

Ainda segundo a PM, Peixe ofereceu R$ 1 milhão e 15 fuzis para não ser preso. Ele foi levado para 32ª DP (Taquara). Um outro suspeito, não identificado, também foi preso.

O traficante "peixe" assumiu o controle do tráfico na Vila Aliança após a morte de Matemático
O traficante “peixe” assumiu o controle do tráfico na Vila Aliança após a morte de Matemático

Peixe estava foragido da Cadeia Pública Pedro Mello da Silva, desde outubro de 2009, quando conquistou o benefício de cumprir o restante da pena no regime semi-aberto. Contra ele, constam três mandados de prisão, expedidos pela Justiça, pelos crimes de lavagem de dinheiro, ocultação de bens, tráfico de drogas, associação para a produção e tráfico e condutas afins e homicídio qualificado.

Depois da morte do traficante Márcio José Sabino Pereira, o “Matemático”, em maio de 2013, durante operação policial, traficantes iniciaram uma disputa pelo controle dos pontos de venda de drogas nas favelas de Senador Camará.

traficate-peixe-2

O Disque-Denúncia (2253-1177) chegou a oferecer uma recompensa de R$ 20 Mil por informações que lavassem a sua captura. Ainda segundo o órgão, ele estava foragido do sistema penitenciário

traficate-peixe-3

Devido a isso, o traficante Peixe e seus comparsas participaram de um ataque à favela da Coréia, em busca de novos territórios, em setembro do ano passado, aproveitando-se da morte de Matemático e, consequentemente, do enfraquecimento de sua quadrilha.

Nesta ocasião, “Barriga” foi morto a tiros e teve seu corpo abandonado dentro de uma Kombi que estava estacionada em frente ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste da cidade. Todos pertencem à mesma facção criminosa, que seria o Terceiro Comando Puro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here