terça-feira , 19 novembro 2019
Home / Destaque / Chefe da Milicia na Praça Seca é Preso Hélio Albino Filho, conhecido como Lica, foi preso na madrugada deste domingo

Chefe da Milicia na Praça Seca é Preso Hélio Albino Filho, conhecido como Lica, foi preso na madrugada deste domingo

Hélio Albino Filho, apontado como chefe da milícia na Praça Seca | Divulgação Polícia Civil

PF PRENDE MILICIANO QUE ATUAVA JUNTO COM O TRÁFICO NA PRAÇA SECA EM JACAREPAGUÁ

Apontado como chefe da milícia na Praça Seca, Zona Oeste, Hélio Albino Filho, conhecido como Lica, foi preso na madrugada deste domingo por equipes das 29ª e 24ª DPs (Madureira e Engenho de Dentro), em parceria com a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, dentro da Operação Rio. A prisão foi na Rua Dirceu, em Sulacap.

Segundo as investigações Lica se aliou o a uma facção criminosa que comanda o tráfico de drogas na Praça Seca. Contra ele foram cumpridos três mandados de prisão pendentes, expedidos pela Justiça. Ele estava na lista de procurados, e a recompensa era de R$ 2 mil.

Os agentes encontraram em sua posse duas pistolas de marca Glock, uma calibre 45 e uma 40 com kit rajada, além de 297 munições para calibre 45, 45 munições para calibre 40, uma de calibre 556. Também foi encontrada a quantia de R$ 23,9 mil e um Ford Ecosport 2018.

Segundo informações do site procurados.org, o criminoso é ligado à milícia controlada pelo ex-vereador Luis André Ferreira da Silva, o Deco, que atualmente possui um mandado de prisão, expedido pela 2ª Vara Criminal da Capital.

Lica foi citado no relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Milícias da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), em 2008. Na ocasião, aparecia como número 2 da milícia da Praça Seca. O chefe do grupo, segundo o levantamento feito pela comissão, era o vereador Luiz André Ferreira da Silva, o Deco.

Atualmente, Lica é apontado pela polícia como um dos responsáveis pela guerra na Praça Seca. Ele já havia sido preso, em junho de 2012, mas foi beneficiado por uma decisão so ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), no final de 2012.

Chefe do tráfico é morto na Praça Seca

A região da Praça Seca vive em meio a uma disputa entre traficantes e milicianos desde meados de 2017. A guerra vem levando terror, principalmente à população das favelas Chacrinha e Bateau Mouche, que ficam uma em frente à outra. Grupos rivais dentro da própria milícia também disputam o controle da região.

LEIADa Russa é morto por policiais militares

As Forças de Segurança realizam, desde sexta-feira, operação em comunidades da região. Apontado como chefe do tráfico, Sérgio Luiz da Silva Júnior, conhecido como Da Russa, foi morto durante troca de tiros com a polícia no Complexo do Lins, Zona Norte, na manhã de sábado. Outros sete suspeitos também foram a óbito durante os confrontos. A informação é do Comando Militar do Leste (CML).

Matéria Portal Extra Online

Veja Também

Gabigol fez mais um e é o artilheiro isolado do Brasileiro: 12 gols - Alexandre Vidal / FlamengoGabigol fez mais um e é o artilheiro isolado do Brasileiro: 12 gols - Alexandre Vidal / Flamengo

Segue o líder! Flamengo vence Ceará no Castelão e assume a ponta do Brasileiro Rubro-Negro aproveita tropeço do Santos para alcançar o primeiro lugar com grande vitória por 3 a 0

ortaleza – A atenção estava dividida com a Libertadores, mas a rodada foi tão favorável ...