terça-feira , 19 fevereiro 2019
Home / Destaque / Justiça manda soltar homem preso injustamente por morte do jovem Matheus em Guaratiba Leonardo Almeida dos Santos estava preso pela morte de Matheus Lessa

Justiça manda soltar homem preso injustamente por morte do jovem Matheus em Guaratiba Leonardo Almeida dos Santos estava preso pela morte de Matheus Lessa

Família e amigos alegavam que Leonardo é inocente e não participou da morte de Matheus Lessa - Reprodução Facebook
Família e amigos alegavam que Leonardo é inocente e não participou da morte de Matheus Lessa – Reprodução Facebook

Rio – A Justiça do Rio mandou soltar Leonardo Almeida dos Santos, preso pela morte de Matheus Lessa em Guaratiba, na Zona Oeste. A família e amigos protestavam desde a sua prisão, alegando a sua inocência. Câmeras que ajudariam a provar a sua inocência foram conseguidas pela família e apresentada à polícia. O delegado Evaristo Pontes, da Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) voltou atrás ao apontar Leonardo como o autor e foi pessoalmente no Tribunal de Justiça (TJRJ) pedir a sua soltura. Os verdadeiros responsáveis pelo crime foram presos.

“A justiça de Deus nunca falha, e nunca falhou. Vem pra casa, Leonardo, a vitória é sua”, comemorou uma parente de Leonardo nas redes sociais. Procurado, o delegado não se pronunciou sobre o caso. A assessoria da Polícia Civil também não retornou até a publicação da reportagem.

O juiz de plantão determinou a imediata expedição do alvará de soltura para o rapaz durante a madrugada desta quarta-feira, atendendo manifestação do Ministério Público do Rio (MPRJ). Os verdadeiros assassinos foram identificados como Yuri Gladstone Guimarães e Adeílton Santana de Oliveira, conhecido por “Boquinha”. O juiz de plantão decretou a prisão temporária dos criminosos.

‘Semelhança física’ colocou inocente na cadeia

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, inicialmente, Leonardo foi apontado por testemunhas como o autor “em razão da semelhança física com Yuri”. Apesar dos protestos e do vídeo que mostrava a vítima em outro ponto no mesmo horário aproximado do crime, somente com a prisão de Yuri Gladstone Guimarães o latrocínio foi esclarecido e Leonardo inocentado, como sustentavam os parentes.

Yuri Gladstone Guimarães confessou ser o autor dos disparos que matou o jovem Matheus
Yuri Gladstone Guimarães confessou ser o autor dos disparos que matou o jovem Matheus

“As quatro pessoas confirmaram de forma muito contundente e não tiveram dúvidas em apontar o Leonardo como sendo um dos autores desse latrocínio e autor do disparo da arma de fogo que vitimou o Matheus”, disse Pontes ao Fantástico, no último domingo. Os parentes de Matheus Lessa estiveram na DH-Capital novamente e prestaram um novo depoimento.

Ao DIA, Eduardo Cesar, 47, primo de Matheus, contou que durante todo o tempo não quis acreditar que Leonardo havia matado o jovem. “Eu conheço o Jorge (pai de Leonardo) há muitos anos e ele é muito correto. Em todo o tempo eu torci para que não fosse ele”, lembrou. De acordo com Eduardo, os criminosos que assassinaram Matheus eram da região.

Yuri apontou “Boquinha” e um terceiro participante no assalto ao mercadinho, em depoimento na polícia. Ele identificou o terceiro integrante do bando como Matheus, que dirigia um Ecosport, utilizado na fuga.

No depoimento, Yuri reforçou a tese de que atirou em Matheus dos Santos Lessa, filho da dona do supermercado, quando ele tentou defender a mãe. O assalto, seguido de morte, rendeu aos acusados R$ 30 e um celular, roubado de uma cliente.

Matéria do Jornal O Dia Online

Veja Também

Índice de roubos cresce na região de Realengo, Magalhães Bastos, Deodoro e Sulacap Resultado apurado pelo Portal Sulacap News, mostra os índices de Janeiro a Setembro de 2018

Solicitamos ao Instituto de Segurança Pública (ISP) do Estado do Rio de Janeiro, os dados ...